quarta-feira, 7 de outubro de 2015

# queda das folhas

Tempo. 
Sou só eu ou o tempo tem passado por nós com uma força indomável, mas a pezinhos de lã, para não darmos por ele, e quando olhamos para trás já passou quase mais um ano. Os ares quentes de Verão já se despediram de nós, a muito custo, para dar lugar às brisas frescas de um Outono que nos dá as boas vindas. Por todo o lado vai pintando ruas e avenidas com as folhas envelhecidas das árvores da nossa cidade, brindando assim os nossos olhos com uma paisagem digna de um quadro de Van Gogh. E é tão bom viver assim. Longos passeios pela calçada, irregular e gasta, lembram-me da mão quente da minha avó enquanto me levava para procurar os primeiros assadores de castanhas. Um prazer que era muito nosso, como sentir o cheiro do entardecer, sentadas num banco do jardim, vendo o tempo passar e a pensar na sorte que tínhamos, por poder desfrutar da companhia uma da outra e ver toda aquela beleza imponente. Por mais Outonos que veja chegar, vou sempre recordar estas fotografias, que só existem na minha memória. Nostalgia, sim. Mas não imagino a minha vida sem a recordação da criança que fui, é dela que vem a mulher que sou hoje. Abraço estas recordações de Outonos passados com olhos postos nos que ainda estão para vir, enquanto saboreio uma chávena de café e partilho histórias com vocês.
E é assim que dou as boas vindas à estação mais carismática de todas, que seja um lindo e aconchegante Outono.





"Mesmo deixando algo por fazer, toda a gente deve ter tempo para parar e, em silêncio, olhar o esvoaçar das folhas."
- Elizabeth Lawrence

7 comentários:

  1. Por aqui já se nota bem o ar mais fresco.

    ResponderEliminar
  2. ha fases em que desconfio.. mas o amor tambem e isso

    ResponderEliminar
  3. Que palavras aconchegantes, bonitas!
    Bom Outubo! :D

    ResponderEliminar
  4. Nostalgias que nos aquecem o coração. São as que mais valem a pena. Um beijinho*

    ResponderEliminar